(61) 4102-4445 (61) 99652-3400 contato@sobaloesdf.com.br
Escolha uma Página

Festa Infantil: Especialista em lista os principais deslizes dos pais que optam por não contratar decoradores profissionais

Com a rede inundada por blogs e sites especializados em decoração, cresce o número de pais que preferem organizar por conta própria a decoração da festinha de aniversário dos filhos.

No entanto, mesmo com uma boa variedade de inspirações e referências, os pais inexperientes podem enfrentar dificuldades para tirar do papel a festa dos sonhos.

Festa Infantil: 5 erros comuns ao decorar por conta própria

“Decorar pode parecer simples, mas dá um trabalho gigante e ter conhecimento na hora de planejar e executar uma festa pode gerar uma economia que acaba compensando contratar um profissional qualificado”.

Explicou Tati Ulhôa, da Decorando Emoções. A especialista listou os principais deslizes que os pais cometem nessa empreitada.

1. Cálculo errado de alimentos e bebidas

“Não é porque a mulher virou mãe que nasce com isso uma decoradora ou assessora. Normalmente as mães, principalmente as de primeira viagem, não têm ideia de quanto comprar de alimentos e bebidas e muito menos de doces e personalizados”.

Na intenção de não deixar faltar, os pais acabam comprando em excesso e, consequentemente, gastando mais do que deveriam.

É interessante ter um profissional auxiliando a família a entender o perfil da festa, dos convidados e a quantidade necessária de alimentos e bebidas, para que não haja desperdícios.

2. Aluguel de itens desnecessários

A internet é uma grande aliada dos pais que decidem decorar por conta própria. A variedade de referências, no entanto, pode se tornar um problema se a família não souber exatamente o que vai usar.

É comum que a família recorra a locadoras de peças e mobiliários. A falta de um projeto de decoração consistente, no entanto, faz com que na hora da montagem muitos itens sejam descartados.

Toda decoração começa com um bom planejamento para estabelecer exatamente o que será utilizado.

3. Não estabelecer um limite de gastos

O primeiro tópico a ser discutido durante o planejamento de um evento deve ser o limite de gastos que o orçamento da família comporta.  Estabelecido esse teto, é a hora de adequar a festa para a realidade da família.

4. Acreditar que montar é fácil

Tempo é dinheiro. Não caia no engano de pensar que a montagem da decoração é algo rápido, que pode ser feito pouco antes do início da festa.

“As pequenas tarefas demandam muito tempo e montar uma mesa é muito mais do que colocar doces. Existem várias técnicas envolvidas.

Sempre brinco que as mães que querem montar sozinhas a festa dos filhos normalmente chegam atrasadas na própria festa”, conta a decoradora. Nesse contexto, a ajuda de um profissional traz mais tranquilidade para a família.

Festa Infantil: 5 erros comuns ao decorar por conta própria

Para os pais que fazem questão de colocar a mão na massa, a dica é contar com a ajuda de amigos e parentes para preparar os detalhes com antecedência.

5. Pagar caro pela urgência

Lidar com imprevistos faz parte do planejamento de um evento. “Se os próprios decoradores que têm experiência acabam tendo imprevistos, imagine os pais?

É algum comestível que acaba e você tem que correr na primeira padaria ou uma vela esquecida e que no supermercado próximo custa o triplo do preço.

A maioria das minhas alunas que fizeram as festas dos filhos afirmaram que sempre gastaram muito do que o programado e que teriam menos dor de cabeça se tivesse contratado um profissional qualificado”, conta Tati.

Por isso, a escolha de contratar ou não um decorador não deve ser baseada apenas em economia. “Se você realmente curte fazer festa, ótimo. Se não, pense duas vezes pois o barato pode sair muito mais caro”, completou.

Por Ana Carolina Castro
Fonte: Abril

Veja também:
Gás Hélio, uso trivial preocupa especialistas
Faça você mesmo: Balões em forma de sorvete

%d blogueiros gostam disto: